Ritual Kuarup



   Um importante ritual das tribos do Alto Xingu, é realizado para dar fim as lamentações dos mortos, acontece anualmente no período da seca, que é entre julho e setembro. Visa dar uma última saudação aos mortos.
  Se algum membro da família morre, os demais são responsáveis a se organizar para o Kuarup, pois toda a alimentação das famílias convidadas será feita por quem esta festejando o ritual. Toda a preparação tem início 15 dias antes da data prevista para o ritual, são feitas imensas pescarias para alimentar todos os participantes e convidados. Uma semana antes são cortados os troncos que representam os mortos, esses ficam escondidos na mata até o seu uso no ritual.
  O ápice é na preparação dos alimentos e dos troncos, sendo que durante esse tempo as mulheres ficam fechadas nas malocas esperando a autorização para sair. Depois que o grito de convite é dado, as mulheres saem juntamente com os parentes levando consigo os adornos dos seus mortos, chorando e colocando como se os mesmos ainda estivessem vivos.
  Os rapazes entre 16 e 17 anos ficam 3 meses recolhidos nas malocas, junto com as moças que acabaram de entrar na puberdade. Eles só tem permissão de sair das malocas no dia do Kuarup, os rapazes para participar das lutas huka-huka e as moças para serem apresentadas para os homens da tribo.
  Normalmente os participantes do huka-huka ficam acordados durante toda a noite antecedente do ritual, acreditam que se dormirem irão sonhar e perder o combate. As pinturas são feitas pelos outros índios. As lutas tem início quando o dono da festa chama os primeiros sete participantes que irão se enfrentar. Sempre são chamados de sete em sete, após esses combates os rapazes que estavam em reclusão são chamados a luta.
  No término do huka-huka chega a vez das garotas reclusas. Elas acompanham os tocadores da flauta Uruá de maloca em maloca, fazendo uma dança que consiste em segurar no ombro do homem e acompanhar seus passos.
  No final do ritual os troncos são jogados em rios ou lagoas, momento que os índios choram pela última vez os seus mortos.

 
A tora dos mortos

Huka-huka
Luta Huka-Huka:



Canção do Kuarup:


Danças:



Fontes:

Um comentário: